Baja-TT-Reguengos-de-Monsaraz3
1º Ricardo Porém e Hugo Magalhães – Ford Ranger

RICARDO PORÉM DOMINA PRIMEIRO DIA DE PROVA

In Desporto by Alexandre CorreiaLeave a Comment

Vencedor do prólogo, que abriu a manhã, e do primeiro sector selectivo, que preencheu boa parte desta tarde, Ricardo Porém foi o grande protagonista da primeira das duas jornadas da Baja T.T. Reguengos de Monsaraz. Assim, o piloto da Ford Ranger sairá amanhã na frente para a etapa final e é o grande favorito à vitória.

Cumpridos cerca de 150 quilómetros em contra-relógio pelas pistas poeirentas do Alentejo, num eixo entre Monsaraz, Reguengos de Monsaraz e já as proximidades de Évora, a dupla Ricardo Porém/Hugo Magalhães lideram a segunda prova do Campeonato Nacional de Todo Terreno com uma vantagem que ninguém pode deixar de considerar bastante expressiva, sobretudo se atendermos à curta distância percorrida: são quatro minutos e dois segundos (precisamente 4m.01,95s.) de avanço sobre a Nissan Navara V8 de Hélder Oliveira e Pedro Pires de Lima, que quase no final da tarde lograram ascender ao segundo posto.

Oliveira, que ao arrancar de Reguengos de Monsaraz era terceiro, rodou quase sempre na terceira posição, perseguindo a Toyota Hilux de Alejandro Martins e José Marques. Estes, a apenas 500 metros do final do troço cronometrado desta tarde, com 141,07 quilómetros, sofreram um aparatoso despiste, que os deixou fora de prova, abrindo caminho para os seus adversários subirem ao segundo posto absoluto.

“Vínhamos muito animados, pois durante a manhã tínhamos optado por não arriscar no prólogo, mas à tarde atacámos e parecia que tudo estava a correr bem quando, já à vista do controlo de chegada capotámos”, contou à Todo Terreno o navegador de Alejandro Martins. Segundo José Marques, “a parte final repetia o prólogo e o que seria uma vantagem, pois já conhecíamos o percurso, resultou no inverso, atraiçoando-nos por essa confiança, passando muito depressa numa vala que tínhamos assinalado, mas cujo piso se degrada bastante com a passagem de todos os outros concorrentes”. Assim, prosseguiu o navegador, “o impacto da suspensão ao passarmos nessa vala foi demasiado violento e as rodas de trás levantaram-se do solo, desequilibrando a nossa Toyota Hilux, que acabou por se virar”. Deste acidente, “resultaram apenas danos para o carro, pois nós nada sofremos”, assegurou José Marques, completando que “foi o ponto final para a nossa corrida, onde amanhã seremos apenas espectadores…

E considerando os cerca de quatro minutos que a Ford Ranger de Ricardo Porém dispõe sobre a Nissan Navara de Hélder Oliveira, a pressão está toda do lado deste e não do comandante. Porque além de ambicionar alcançar Porém, Hélder Oliveira ainda tem de escapar à perseguição da Volkswagen Amarok de Pedro Ferreira/Valter Cardoso, que estão no terceiro posto, contando com um atraso de apenas dois minutos e 33 segundos sobre o piloto da Nissan.

E por seu turno, Pedro Ferreira está debaixo da mira do BMW X1 Proto de Alexandre e Rui Franco, que o seguem a apenas 15 segundos. E em quinto lugar, mas somente a dois segundos dos anteriores, seguem Paulo Rui Ferreira e Jorge Monteiro, cuja Toyota Hilux também dispõe de uma vantagem reduzida relativamente ao Kia Sportage da dupla que ocupa o sexto posto: Nuno Madeira e Luís Miguel Costa.

Amanhã, durante a manhã cumprem-se os 141 quilómetros finais desta Baja T.T. Reguengos de Monsaraz e logo veremos com se desenvolverá esta competição, que hoje aqueceu bastante…

Texto: Alexandre Correia
Fotos: Albano Loureiro

Partilhe este artigo