mais roadbook
O livro que inicia a colecção Rotas TT Dacia Duster Grandes Rios de Portugal abre com um percurso entre Segura e Malpica do Tejo.

DOIS ROAD-BOOKS INÉDITOS NO TEJO INTERNACIONAL

In Passeios by Alexandre CorreiaDeixe um comentário

Começamos o livro que abre a colecção Rotas TT Dacia Duster Grandes Rios de Portugal com um percurso entre as aldeias de Segura e Malpica do Tejo. Este é o primeiro dos dois road-books inéditos no Tejo Internacional: são quase 90 quilómetros que podem significar um dia em pleno, a ritmo de passeio…

Não resistimos a propor uma breve incursão em Espanha, para visitar a vila de Alcântara. A ideia é conhecer a admirável ponte romana que cruza o Tejo, um pouco mais a montante do ponto em que o rio começa a correr com a margem direita em território português. Isso acontece na confluência do Tejo com o rio Erges. E é precisamente noutra ponte romana, que estabelece a fronteira Portugal/Espanha, sobre as águas do Erges, que apontamos a primeira nota do road-book.

Segura é uma aldeia quase perdida, de tão isolada. Mas não devemos partir sem a conhecer. E a visita não pode deixar de passar pela subida ao castelo. O que em si implica cruzar as suas ruas e ruelas. Num dos pontos mais estreitos, passamos à porta do Flor do Erges; trata-se do café local, que também é uma recomendação para uma pausa antes de arrancarmos pelos caminhos poeirentos que nos irão orientar entre as margens direita do Erges e do Tejo.

A primeira escala nesta itinerário é em Rosmaninhal, a única aldeia onde será possível desfrutar de uma refeição, até chegarmos ao final do percurso. O livro inclui todas as indicações fundamentais para não se perder no caminho, mas igualmente para não ficar o dia inteiro em jejum. Porque nestas paragens desertificadas, numa ou noutra aldeia ainda conseguimos encontrar um café aberto, mas apenas para servir bebidas, nunca comidas. Porque ali, são tão raros os visitantes, que a ninguém, ou quase ninguém, compensa servir refeições. E as gentes locais, comem em casa…

Comidas à parte, falemos do percurso em si. Depois de Rosmaninhal, o ponto mais relevante é a passagem em Alares, antiga aldeia que foi destruída e abandonada há cerca de um século. Isso aconteceu depois de um conflito entre rendeiros e proprietários; o incidente degenerou numa escalada de violência tal que ficou marcado para a história como a “Guerra dos Alares”.

Os edifícios do antigo quartel da Guarda Fiscal são os únicos que em Alares ainda permanecem totalmente de pé. Mas também estes estão votados ao abandono; nem mesmo o facto de terem sido entregues a uma conhecida instituição ambiental, que durante alguns anos ali manteve um centro de estudos, foi suficiente para preservar este património.

Mais adiante, regressamos à “civilização” atravessando os lugares de Soalheiras, do Couto dos Correias (onde a Casa dos Xarês é uma unidade de turismo rural bastante convidativa!), Cegonhas e Monforte da Beira. Depois, resta a ligação até Malpica do Tejo, quase sempre por um estradão de terra que é um desafio à condução e à observação da paisagem…

Mas, o melhor mesmo é começar por comprar este primeiro volume das Rotas Todo Terreno Dacia Duster Grandes Rios de Portugal. Custa 15,00 euros e envie um email para info@revistatt.pt, que explicamos detalhadamente o que deve fazer para garantir o seu exemplar!

Texto: T.T.
Fotos: T.T.

Partilhe este artigo