Adiantamos tudo sobre a gama Defender. Ou quase…

Já começou a contagem decrescente para a apresentação oficial da próxima geração do mais icónico Land Rover. Enquanto isso não acontece, adiantamos tudo sobre a gama Defender. Ou quase…porque já sabemos praticamente tudo sobre o novo modelo; menos as suas linhas finais. E apenas porque ainda ninguém viu em público o novo Defender sem camuflagem.

Será em Setembro e tudo indica que o cenário eleito para a revelação mais aguardada dos últimos anos seja a Austrália. As terras inóspitas da grande ilha-continente são perfeitas para um veículo de todo terreno. Ainda para mais quando se trata do herdeiro do “the best 4x4xFar”: “O melhor 4×4 de longe”, como a Land Rover insistir em definir o Defender.

Quando chegar esse momento, provavelmente não haverá muito mais para apresentar, além das linhas do modelo. Porque têm sido tantas as fugas de informação… Esta semana, em mais um desses casos de descuido com a informação “confidencial”, ficámos a saber o essencial da nova gama Defender!

Três tamanhos à escolha: 90, 110 ou 130?

Novo Defender 90 e 110
Na nova gama Defender, todas as versões são mais compridas que as anteriores. E o 90, que vemos em primeiro plano, é o que mais cresce: mede mais 401 mm que o modelo antigo. E tem menos 445 mm que o novo 110, que vemos em segundo plano

O projecto do novo Defender é, seguramente, um dos que mais “dores de cabeça” alguma vez deu à Land Rover. Substituir um modelo com o carisma do Defender não é uma tarefa fácil. Em Gaydon, na sede da marca, há muito que o sabiam. Talvez até por isso, o modelo anterior teve a vida tão prolongada?

Mas o eterno Defender acabou por “morrer”. E volvidos quatro anos, uma nova gama Defender está prestes a “nascer”. Tudo tem sido feito para que a imagem do modelo seja mantida em segredo. Mas parece que este é já o único segredo que permanece por desvendar…

Todas as variantes crescem em comprimento

Soube-se esta semana como vai ser a nova gama Defender. Em pormenor. E resumindo essa informação ao essencial, confirma-se que haverá três tamanhos: 90, 110 e 130!

A silhueta do novo Defender
A silhueta do novo 110. Visto deste modo, é como se não estivesse camuflado. Mas ainda ninguém conseguiu fotografar o novo Defender tal como vai ser apresentado. E o mistério das suas linhas finais prevalece

A gama Defender começa pelo chassis curto, de três portas. O novo Defender 90 será, no entanto, bem mais longo que o anterior: mede 4323 mm de comprimento, contra 3922 mm; sempre são 401 mm de diferença, o que não é pouco. A distância entre eixos, com 2587 mm, também cresce, mas apenas 227 mm, comparativamente com o “velho” 90. O novo Defender é também mais largo 209 mm; ou seja, não chega aos dois metros de largura por apenas um milímetro. E estes 1999 mm de largura são a única medida comum a todas as versões.

Passando às medidas do novo Defender 110, cresce 119 mm em comprimento, para um total de 4758 mm. O aumento na distância entre eixos é de 228 mm., ultrapassando os três metros: 3022 mm, para sermos exactos! A largura é igual à do 90, como referimos, com um ganho idêntico face ao modelo antigo. E é na altura que se regista uma diferença para menos: perde 114 mm, descendo dos 2030 para os 1916 mm; o que faz do novo Defender 110 o mais baixo da nova gama; mede menos 11 mm em altura que o 90.

Defender 130 apenas chega em 2021

Quanto ao novo Defender 130, que somente será produzido a partir de 2021, terá um comprimento total de 5100 mm; são mais 370 mm que o anterior 130. Ao contrário do que antes sucedia, o novo 130 terá a mesma distância entre eixos do 110: 3022 mm., o que representa menos 204 mm. Esta variante mais comprida é, de resto, a única que nunca foi vista em público; nem camuflada. Simplesmente porque ainda não começaram os ensaios dinâmicos com os primeiros protótipos do 130.

Novo Defender 110
O novo Defender 110 mede 4758 mm de comprimento. É ligeiramente maior que o modelo anterior. Tem 3022 mm de distância entre eixos, o mesmo valor do Defender 130, cuja produção só arranca em 2021

Escolha de motores: Diesel, gasolina e híbrido

Do ponto de vista de motorizações, para já anunciam-se seis: três a Diesel, duas a gasolina e uma híbrida, combinando motor a gasolina e eléctrico “plug-in”. Falamos do novo motor de seis cilindros em linha com três litros, o P400, na sua versão híbrida de carregar à corrente; o P400e, com a energia extra do motor eléctrico, será o mais rápido dos Defender. Consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em somente 5,9 segundos. E repetimos que estamos a falar da gama Defender…

As duas versões a gasolina são o P300, de quatro cilindros em linha com 296 cv, e o P400, de seis cilindros em linha e 400 cv. Quanto às motorizações Diesel, a oferta divide-se entre as D200, D240 e D300. As duas primeiras são unidades de dois litros e quatro cilindros em linha; a terceira é o novo seis cilindros em linha, com 300 cv de potência. O Defender D300 anuncia uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em somente 7,4 segundos!

Versões X, Standard e X-Dynamic: S, SE e HSE

Quanto à configuração da gama, estão previstas três versões e três níveis de equipamento: a base será a Standard, única que recebe jantes de 18 polegadas. As variantes X e X-Dynamic montam de origem jantes de 20 polegadas. E se a primeira já pode receber pneus próprios para uma utilização em todo terreno, as outras não. Simplesmente porque à data ainda não existem sequer pneus do tipo A/T para esse dimensão de rodas. Muito menos pneus do tipo M/T.

Em termos de equipamento, as configurações pré-definidas serão comuns à generalidade dos modelos da marca, designando-se por S, SE e HSE. Além disso, haverá quatro pacotes de equipamento extra: Capability, Interior Upgrade, Exterior e Convenience. E estão ainda previstas quatro linhas de acessórios, designadas Adventure, Explorer, Urban e Country.

Novo Defender 110
A nova gama Defender terá múltiplas configurações: divide-se por três versões base, com três níveis e quatro pacotes de equipamento, além de quatro linhas de acessórios

Texto: Alexandre Correia

Fotos: David Yarrow/D.R.

Comentar

Navigate