Ai quem nos dera termos sido voluntários!…

Já não faltam nem dois meses para a apresentação mais aguardada pelos entusiastas pelo novo Land Rover. Enquanto isso não acontece, prosseguem as sessões de ensaios. Recentemente, um Defender esteve no Quénia, entregue a uma ONG que trabalha para a protecção da fauna africana. Agora foi a vez do deserto da Arábia: o deserto e as montanhas dos Emirados Árabes Unidos foram o cenário para novos ensaios. Desta vez com condutores da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho. E é caso para dizermos: ai quem nos dera termos sido voluntários!…

Perdoem-nos a confissão, mas assumimos publicamente que nós, aqui, na Todo Terreno, ainda não experimentámos o novo Defender. Até seria caso para sentirmos alguma vergonha se não soubéssemos que nem nem nós, nem nem jornalista. E se eventualmente algum teve esse privilégio, foi para guardar segredo, pelo menos até final de Setembro.

A curiosidade, claro, é cada vez maior. E em Gaydon, na sede da JaguarLandRover, sabe-se que as dúvidas de muitos entusiastas são imensas. Daí que a marca aposte em divulgar imagens das mais recentes sessões de ensaios, em todo terreno. Há pouco tempo foram exibidas belas imagens no Quénia, numa reserva de fauna selvagem. Desta vez, chegam-nos fotografias de uma sessão de ensaios no deserto arábico. Retratam um teste feito com um protótipo do novo Defender de chassis longo. E os “felizes” contemplados com a experiência foram condutores da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Novo Defender longo no Dubai
O fim do dia observado do cimo das dunas, ao pôr do sol, é sempre inesquecível no deserto. Se lá estivéssemos, a experimentar o novo Defender, nunca mais esqueceríamos este momento!

Quem ainda não testou o novo Defender?

A inveja é uma coisa feia. Tão feia que nem conseguimos senti-la. Sentimos, sim, é pena por não trabalharmos com a Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho. Ai quem nos dera termos sido voluntários!… Porque isso talvez até nos tivesse permitido ter participado nesta última sessão de testes.

Durante alguns dias, os condutores desta organização humanitária tiveram direito a levar um protótipo do Defender aos limites. Em areia, nas pistas pedregosas do deserto e nas estradas sinuosas de montanha. Percorreram cenários majestosos dos Emirados Árabes Unidos. Sempre acompanhados por engenheiros da Land Rover, os condutores, a avaliar pelas imagens, divertiram-se a valer!

A propósito, podemos adiantar que só em estradas de montanha, acima dos 1500 metros de altitude, e em dunas, já foram percorridos 200.000 quilómetros. E continuamos a falar dos ensaios de desenvolvimento do novo Defender; só nos sete Emirados Árabes Unidos, estes ensaios já representam mais de 3.000 horas de condução. Se os testes decorressem em ritmo de maratona, teriam sido 125 dias de condução ininterrupta. Mas como cada jornada de trabalho não se alonga assim, falamos de um ano…

Engenheiros da Land Rover em testes com o novo Defender nos EAU
Dois engenheiros da equipa de desenvolvimento dinâmico do Defender estudam dados, à sombra de uma acácia, no deserto dos Emirados Árabes Unidos. Neste cenário, foram passadas 3.000 horas em ensaios

A sorte dos condutores da Cruz Vermelha!…

E porque agora foram escolhidos condutores da Cruz Vermelha e da sua congénere islâmica, o Crescente Vermelho? Porque a ligação entre a Land Rover e esta organização é quase tão antiga quanto a marca. E no caso do Dubai, esta parceria remonta a 1954, quando a Land Rover ofereceu um Series. Essa unidade foi transformada para ser usada como dispensário médico móvel.

Desde que foi estabelecida a parceria entre a Land Rover e a Cruz Vermelha, o construtor britânico já forneceu 120 viaturas. Oferecidas, é claro. Este protótipo, todavia, não esteve “ao serviço”, mas apenas em treino de condutores. Afinal, os condutores da organização percorrem anualmente 13 milhões de quilómetros. É natural que a sua experiência mereça ser levada em conta. Ai quem nos dera termos sido voluntários!…

Em areia, no Dubai, com o novo Defender
Ai quem nos dera termos sido voluntários da Cruz Vermelha. Talvez nos tivessem chamado para experimentar o novo Defender e dar um parecer sobre o desempenho do modelo em areia?

Texto: Alexandre Correia

Fotos: LR/D.R.

Comentar

Navigate